Um pouco sobre a Açailândia no sistema urbano

Além do sistema rodoviário, a Expresso Açailândia também buscou investir em ônibus urbanos onde iniciou operações na década de 90 na cidade de Açailândia (MA), operando 2 linhas sendo Pequiá e Vila Ildemar.
A empresa contava com uma pequena frota e variada, entre Comil, Ciferal e Caio. Querendo expandir o negócio, veio também para a capital maranhense e em 1998 iniciou as operações na cidade, mas por conta de um problema junto a prefeitura onde a empresa não poderia operar com a sua razão social atual, foi aberta a ETUR (Expresso Brasil Transporte e Turismo Ltda.).
Já em São Luís, a empresa recebeu as linhas 707 Bom Jardim / Turu via Rodoviária e 717 Bom Jardim / Turu via Anil, além de uma linha executiva sendo a 707E Bom Jardim / Turu via Rodoviária e sua frota inicial contava com 2 Comil Svelto 1997 Mercedes-Benz OF-1620 (62001 e 62002), 3 Caio Vitória Mercedes-Benz OF-1318 (62003, 62004 e 62005), 2 Comil Piá Volkswagen 8-140 OD que haviam sido remanejados da frota rodoviária para a urbana (62506 e 62507) e 1 Busscar Urbanus Mercedes-Benz OF-1318 (62008), sendo esse o único veículo do modelo na frota da empresa. Vale lembrar que esses 8 veículos vieram de Açailândia para compor a frota na Ilha.
Com a intenção de melhorar seu atendimento e serviços, ETUR fez a aquisição de 8 Torino GVU da fabricante Marcopolo, todos montados sobre chassi Mercedes-Benz OF-1721 onde receberam os números 62009 ao 62016, sendo que os veículos tinham um diferencial, eram equipados com ar condicionado no estilo "gaveta" e possuíam televisores, mas a prefeitura acabou não autorizando o uso do equipamento por alegar concorrência desleal e assim operaram no famoso janelão.
Após conquistar o direito de operar com o nome Açailândia, a empresa começa a tirar o nome ETUR e assim entra a Expresso Açailândia no sistema urbano e com a aquisição de novas linhas e operações emergenciais, mais ônibus foram trazidos pela empresa, sendo 7 unidades do modelo Vitória da fabricante Caio, com chassi Mercedes-Benz OF-1620 (62017 ao 62023) e 2 Marcopolo Torino GV Mercedes-Benz OF-1620 (62024 e 62025). Esses veículos em sua maioria operavam na cidade de Açailândia.
Em relação as linhas, a empresa operou emergencialmente na 022 Vila Vitória com a saída da MIP 2000 e na 706 Divinéia / Kennedy com a saída temporária da Viação Pelé, onde a Açailândia operou junto com a empresa R. N. Pinto (59). Além disso, também ganhou linhas no setor semiurbano sendo a 945 J. Lima / São Francisco, 946 J. Lima / V. Flamengo, 947 Vila Kiola / Vila Flamengo, 948 Mata Socorrão 2 / João Pauilo e 949 Mata Geniparana / João Paulo.

Em 2002 a Açailândia faz novas aquisições e trás do Rio de Janeiro 10 unidades do modelo Padron Cidade I da fabricante Ciferal, montados sobre chassi Mercedes-Benz OF-1620 onde receberam os números 026 ao 035 para operação somente no sistema semiurbano e o curioso é que eles operaram com a pintura da EVA - Empresa de Viação Algarve, semelhante a da Jabour, onde pertenciam primeiramente.
Com o encerramento das operações da R. N. Pinto, a Açailândia chegou a adquirir os Ciferal GLS BUS que eram da empresa e operou com a pintura da mesma, colocando somente o nome AÇAILÂNDIA e mantendo os números 008 ao 012.
Por fim, antes de ser repassada para a Santo Antônio, a Açailândia levou alguns veículos para a cidade de Açailândia e outros vendeu ou renumerou em sua frota, como foi o caso dos Padron Cidade I que passaram a ter números do 62003 ao 62007 e já operavam com a pintura da mesma (marrom) e além disso, chegou a adquirir 15 unidades do Urbanus Fase 2 da Busscar, montados sobre chassi Mercedes-Benz OF-1620 da cidade de Fortaleza (CE), onde chegaram a receber a pintura marrom mas operaram somente já na gestão da Santo Antônio, onde toda a frota foi repassada para a 24 e assim, foi comprada pelo Grupo Duarte.

Fonte: SportbuS Maranhão
Colaboração: Rone Carneiro

Postar um comentário

6 Comentários

  1. Uma curiosidade era a configuração interna de alguns veículos da empresa aqui em São Luís, onde as cadeiras eram dispostas de frente umas pras outras, não lembro o modelo ao certo, mas tinha muita vontade de andar neles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. alguns desses foram vendidos para a Gonçalves e receberam a pintura branca, tenho uma vaguíssima memória de ter andado em um desses com as cadeiras viradas de frente, é algo que faz muito tempo mas não irei esquecer

      Excluir
    2. Esse lance das cadeira de frente umas das outras eu lembro kkkk logo perto do cobrador. Se não me engano os neobus da 1001 também tinha essa config

      Excluir
    3. Nenhum veículo da Açailândia foi vendido para a Gonçalves, todos sem exceção foram vendidos para a Santo Antônio e depois para a 1001. Esses da Gonçalves que talvez andou foram uns Urbanuss vindos do Rio de Janeiro que tinham os bancos desse jeito que falou.

      Excluir
    4. Não era Urbanuss S o modelo, eram modelos mais antigos, desses do final da década de 80, começo da década de 90, e não eram só os bancos próximos ao cobrador que eram nessa configuração de um pra frente do outro, eram todos os assentos do veículo. Lembro que só a Açailândia tinha veículos nessa configuração aqui em São Luís. No começo dos anos 2000 esses ônibus ainda rodavam.

      Excluir
  2. os onibus dessa empresa eram super conservados! com opcionais que empresas da capital nao tinham!

    ResponderExcluir