Retrospectiva 2019: Veículos de teste na Ilha

Em Fevereiro deste ano, chegava na capital maranhense um veículo do modelo Apache Vip IV da fabricante Caio Induscar, montado sobre chassi Volvo B270F Euro 5 de 15 metros. O veículo vinha ser o segundo ônibus trucado a passar pela cidade.
O ônibus foi trazido como teste pela Volvo, onde foi realizado um evento para a apresentação do mesmo aos empresários locais e em seguida, deu-se início aos testes com o ônibus iniciando pela Viper, onde operou com o número 300.232 na linha T070 Uema / Ipase e T065 São Raimundo / Bandeira Tribuzi.
Em seguida o ônibus foi pra Viação Aroeiras onde recebeu o número 15-509 e operou por uns dias na linha A981 Res. Turiúba / Term. Cohab.
O ônibus chegou a passar pela Maranhense mas não foi testado e por fim, a Viação Estrela pegou o veículo pra teste e colocou o número 100.134, onde operou na linha T408 Vila Nova / Calhau.
Em Maio a Viper recebeu mais um veículo de teste, trata-se de um Apache Vip III da fabricante Caio Induscar, montado sobre chassi Iveco 170S28 onde recebeu o número 300.232 e inicialmente operou na linha T065 São Raimundo / Bandeira Tribuzi. O ônibus ate hoje continua na frota da empresa.
Fonte: SportbuS Maranhão

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Uma pena as empresas não quererem trucados, pois muitos bairros da ilha necessitam desse tipo de veículo, porque a demanda é grande e não podem ter articulados por causa do tamanho do veículo.

    ResponderExcluir
  2. Aí que você se engana o veículo articulado anda onde o ônibus normal anda o articulado tbm anda. A questão é o custo benefício do veículo articulado é bem maior. As empresas não querem ter custos e tbm não ligam pra população, essa é a verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí que você também se engana. Nem sempre um veículo articulado anda onde um ônibus convencional anda também. Fui prova de que o articulado da primor foi testado nas ruas do são Bernardo e teve muita dificuldade em circular por lá.

      Excluir