Conhecendo a frota: União Transporte

A empresa Expresso União atualmente mantém uma operação somente no sistema semiurbano da Grande Ilha, algo que já vem desde a década de 90 quando se instalou na região da Maioba e operou por anos na localidade.
A União hoje atende aos moradores que residem no bairro Mojó e adjacências com a linha A989 Mojó / Terminal Cohab, um trajeto que não é fácil devido a vários problemas de infraestrutura ao longo da via de acesso ao bairro. A empresa conta com uma frota de 6 ônibus todos de chassis Mercedes-Benz e idade média de 10 anos, confira abaixo imagens e outras informações acerca da frota da empresa.

19-601 e 19-603 / Caio Apache Vip II / Mercedes-Benz OF-1418
19-602 / Busscar Urbanuss Ecoss / Mercedes-Benz OF-1418
19-605, 19-607 e 19-608 / Caio Apache Vip I / Mercedes-Benz OF-1418
Tabela detalhada com informações sobre a atual frota da União.
Fonte: SportbuS Maranhão

Postar um comentário

6 Comentários

  1. Sportbus, a linha Mercês não é atendida por essa empresa não ?

    ResponderExcluir
  2. Todos os carros dessa empresa estao sucateados nao Sei como ainda conseguem rodar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devido a falta de infraestrutura no trajeto após a sede de Paço do Lumiar sentido Mojó, onde não há asfalto, apenas buracos, crateras e muita lama, desse jeito não tem ônibus que aguente, a empresa sim é guerreira em transportar aquela população.

      Excluir
    2. Tem que botar aqueles Caio Foz com pneus caroçudos e suspensão elevada pra rodar lá, assim como na maior parte da ilha.

      Excluir
    3. Quanto ao estado dos veículos, admito que a empresa realmente é guerreira, há muito tempo que só empresas como a União se prontifica a rodar nessas áreas. Vai dar pra uma dessas grandes, pra ver se elas querem. Mas por outro lado as pessoas estão certas e devem reclamar, afinal pagam uma passagem que aumenta anualmente, sem ver melhorias nos veículos, nas vias, diminuição da lotação ou demora nos intervalos. Aí é complicado tomar parte de uma empresa, sendo que os maiores prejudicados mesmos são os cidadãos.

      Excluir