Destaques no SportbuS

sábado, 6 de maio de 2017

Empresas de ônibus do RJ em crise

A situação de empresas de ônibus do Rio de Janeiro é preocupante. No dia 21/04 houve paralisação na Viação Vigário Geral, motivada por atrasos salariais. A greve aponta a mais grave crise que o setor de transporte já enfrentou na cidade do Rio. O motivo são as dívidas das empresas, decorrentes da defasagem tarifária.

No começo de abril o Sintraturb – sindicato dos Motoristas e Cobradores do município ajuizou ações para cobrar salários atrasados e outras obrigações de 9 empresas que prestam serviço no Rio de Janeiro. As ações foram movidas na Justiça do Trabalho, e incluem as seguintes empresas: Pégaso, Santa Maria, Litoral Rio, América, Madureira Candelária, São Silvestre, Vila Isabel e Estrela Azul, e Vigário Geral.
Juntas, essas empresas atuam em 155 linhas e serviços da cidade, e empregam cerca de cinco mil funcionários. Com a forte possibilidade de novas paralisações, como alerta o presidente do Sintraturb, Sebastião José, milhares de cariocas serão diretamente afetados. A Vigário Geral, por exemplo, transporta 51.500 passageiros por dia, com a maioria das linhas ligando as zonas Norte e Sul.
Isso é só uma amostra do estado em que se encontra os sistemas de transportes do Brasil, são vários casos em várias capitais e cidades do país, inclusive na capital maranhense que deverá mostrar sinais e isso é capítulo para uma outra matéria.

Rio ônibus

O Rio Ônibus, Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro, ressalta que dois fatores estão prejudicando o setor de transportes por ônibus no Rio de Janeiro. A crise econômica, agravada pela falta de revisão na tarifa, prejudica diretamente com a redução de passageiros, situação agravada pela alta do desemprego.
A Secretaria Municipal de Transportes municipal responde que os consórcios têm “obrigação contratual de manter o serviço de forma regular, adequado e contínuo, com frota reservada para atuar em situações de paralisações, sob pena de receber sanções e de sofrer intervenção do município”.

EMPRESAS DE ÔNIBUS QUE JÁ FECHARAM NO RIO DE JANEIRO:

2017:

– Empresa Santa Maria (Consórcio Transcarioca)

2016:

– Auto Viação Bangu (Consórcio Santa Cruz)
– Algarve (Consórcio Santa Cruz)

2015

– Translitorânea (Consórcio Intersul)
– Rio Rotas (Consórcio Santa Cruz)
– Andorinha (Consórcio Santa Cruz)
– Via Rio (Consórcio Internorte)

Fonte: SportbuS Maranhão

Um comentário:

  1. Coitados desses trabalhadores, além de arriscarem suas vidas com risco de assaltos ainda são submetidos a estarem nessa situação sem receber seus salários, acho uma falta de organização dos governantes no termo transporte. A cidade do Rio já está um caos com essa crise e ainda ficar sem ônibus em 155 linhas vai ser complicado... E ainda tem esse maldito presidente com essas reformas ridículas da previdência e trabalhistas, uma vergonha esse nosso país...

    ResponderExcluir

Top 10 da semana SportbuS Maranhão