Destaques no SportbuS

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Entendendo um pouco sobre o nosso sistema

O sistema de transporte da capital Maranhense, sofre constantes mudanças atualmente, para você se manter informado e por dentro do passado e do presente desse sistema, o SportbusS Maranhão trará detalhes de como funciona esse sistema complexo que temos aqui na cidade, através de duas matérias.



Em meados da década de 50, começaram a surgir em São Luís, as primeiras empresas que estariam iniciando o sistema de transporte coletivo na capital, empresários como José Carlos Gonçalves (Empresa Gonçalves), João Matos I (Autoviaria Matos), Benedito Ferreira Pires I (São Benedito), Antônio Gonçalves e Waldir Ribeiro (Viação Primor), entre outros empresários, começaram a operar certas linhas de forma individual na capital. Em 1968, todo o transporte passou a ser regulamentado com a criação do Departamento Municipal de Trânsito (DMT), onde as empresas que operavam na época, passaram a ser de sociedade limitada.



Com o passar dos tempos, alguns empresários foram desistindo de operar aqui na capital devido as dificuldades que foram surgindo no meio da caminhada e algumas empresas estiveram a venda, onde foi oportunidade para certas pessoas de outros estados, como o Romeu Aguiar que adquiriu a empresa Viação Primor em 1983, José Medeiros adquiriu a empresa São Joaquim e fez a troca da razão social para Taguatinga Transportes e Turismo, além de outros empresários que foram chegando na capital, tudo através de concessões de linhas que as empresas recebiam para realizar as operações. Em 1987, houve a única licitação na capital maranhense, onde as empresas Taguatur e Viação Ipanema foram as vencedoras das linhas semiurbanas do município de Paço do Lumiar a São Luís (Maiobão/Centro).


Após vários vai-e-vem dentro do setor de transporte, na década de 90 é regido novas regras para as empresas, inclusive a criação da lei 3.430/96, que rege todo o sistema de transporte e é fundamental para os empresários. Nessa década, as mudanças que ocorreram foi: a criação de códigos para as empresas operantes na época, criação de códigos para as linhas existentes e separadas por áreas atuantes, mudança da entrada no ônibus da porta traseira para a porta dianteira, onde a primeira empresa que começou a operar com seus ônibus já com a entrada pela porta dianteira foi a Cisne Branco e criação do primeiro Terminal de Integração da capital maranhense, o Terminal da Praia Grande. 


Abaixo, estaremos listando as empresas que atuavam na década de 90 e ganharam seus códigos (cadastros), para o serviço no sistema de transporte:

12 – Transporte Útil / Empresa São Luís
14 – Viação Moraújo
16 – Empresa de Transporte Roma
18 – Viação Julle
22 – Auto Viação Dois Irmãos
24 – Empresa Santo Antônio
26 – Empresa Gonçalves
28 – Autoviaria Matos
32 – Autoviaria Menino Jesus de Praga
34 – Taguatur – Taguatinga Transportes e Turismo
36 – Viação Primor
38 – Transporte Coletivo Maranhense
42 – Expresso Rodoviário 1001
44 – D. A. Transportes – Dois Amigos Transportes
46 – Transmil
48 – Expresso Tapajós
52 – Viação Norte Brasileiro
54 – Viação Abreu
56 – G.G. Expresso
58 – Viação Pelé
62 – ETUR
64 – Expresso 2000 – MIP Transportes
66 – Transporte Coletivo Santa Clara
68 – Empresa São Benedito
70 – Apoio Terminal Praia Grande

Nesse período, novas empresas foram entrando no sistema, principalmente para atuação no setor semiurbano, como a Expresso Solemar, Empresa São Marcos e Empresa de Transporte Araçagi. A continuação dessa matéria, você confere na sexta-feira (09).

Alguns Dados: Banco de Dados do Transporte Coletivo de Passageiros do Maranhão.

Um comentário:

  1. Um bom registro. Parabéns!
    Vou aguardar ancioso para 2a parte.

    ResponderExcluir

Top 10 da semana SportbuS Maranhão